segunda-feira, 13 de junho de 2011

Bloguisódeo 28 - Roma

Giulia, Carino Mio!
Anda, vamos caminhar, tenho algo de importante para te contar.
- Primeiro diz-me Zio ou deverei dizer Eminência! - Como está a minha Nona?
A tua Nona está bem, aliás foi por insistência dela que te convoquei aqui.
Giulia, o que te vou contar é perigoso, arriscado e trata-se ainda de informação confidencial.
Vou pôr-te ao corrente porque, corres perigo e não! - Não me interrompas querida, corres um perigo real e a tua Nona e todos nós estamos preocupados.
Já falei com o teu chefe, como sabes Yael e eu somos velhos amigos.
Bem Giulia, vou tentar ser breve.
Mikael Jonasson, foi criado como filho de um casal Sueco que o adoptou mas, na realidade Mikael é inglês e tem um irmão gémeo. Nunca o soube, na realidade nem nunca soube que foi adoptado.
Esse irmão Paddy, foi por sua vez entregue a um casal Irlandês, criado por um homem que dizem, foi um dos chefes do IRA. Paddy O'Leary é conhecido de muito poucos. Assassino cruel e astuto, procurado pelas policias de todo o mundo, consegui sempre andar um passo à frente. Quando teve de fugir da Irlanda, roubou a identidade do irmão e como Mikael Jonasson, movimentou-se à vontade por toda a Europa. Até que quase foi apanhado por um ex agente da Cia. Jonh foi posteriormente foi afastado do caso porque Paddy ou Mikael, em retaliação assassinou-lhe a irmã mais nova e o assunto passou a ser pessoal.Como tal demitiu-se e jurou apanhar "Mikael", na verdade Paddy.
Paddy, tendo feito já um estudo exaustivo da vida do irmão, foi esconder-se em casa dele e foi aí que o mundo do verdadeiro Mikael caiu.
Sequestrou-o e passou a viver a vida do irmão, tanto que em Gibraltar nem tu deste pela troca!
Enquanto ele se apropriava da vida do verdadeiro Mikael, uma tal de Camille sua alegada companheira, mantinha o teu namorado preso e incapacitado em casa.
Ao fugires de Gibraltar sem uma explicação, Paddy pensou que o tinhas descoberto e desapareceu sob uma nova identidade deixando a Camille para trás.
Tu, sem o saberes acabas-te por despoletar tudo minha querida.
Quando voltaste e contaste ao Yael as tuas suspeitas, já a tua Nona, que embora não imaginasses, nunca te perdeu de vista, tinha mexido vários cordelinhos.
O Yael e isso não lho desculpo, embora compreenda que como agente treinada da Mossard tenhas as tuas obrigações, propôs usar-te como isco e sabe que desde aí, a família Siciliana ligada à tua Nona te protege dia e noite.
A tua Nona está convencida que o Paddy anda atrás de ti Giulia!
Mas há mais minha querida, e Deus sabe que o Vaticano não precisa de mais escândalos...
O Paddy, consegui apropriar-se de vários ficheiros ligados às pesquisas do Mikael.Um deles dizia respeito a um paciente que não conseguia ultrapassar o trauma de ter sido repetidamente abusado por um padre.
Ouviste falar no suicídio do Bispo Carl Goran?
Eu fui o primeiro a ler a carta que ele deixou. Confessava esse crime hediondo e dava parte também da chantagem exercida por um cientista de nome "Mikael" que o tinha obrigado a desviar vários quadros de valor incalculável de dentro da própria Basílica.
- Meu Deus Zio!!!
- Mas como souberam tudo isso do Paddy?
Como te disse a Camille ficou para trás, não se sabe se de propósito ou não, deixou fugir o verdadeiro Mikael que contactou a policia e depois a Interpol e, com bastante esforço consegui provar a sua história.
- Zio, onde está agora o verdadeiro Mikael??
Na Vila da tua Nona....

Continua

6 comentários:

  1. És f##ida... Não há dúvida de que tu o que prometes cumpres!
    Conseguiste dar mais sentido à história e apanhar aquelas pontas soltas que lhe davam alguma incoerência.

    Gostei!

    A Giulia ser descendente de uma família Siciliana é notável e o voltares a dar protagonismo à Nona era indispensável.
    Já era tempo de desenvolver mais a figura do Mikael.

    Um grande beijo e bom início de semana. :)

    ResponderEliminar
  2. Bom dia Orquídea

    Claro que sou! E entre outras coisas, prometer e cumprir é uma perrogativa dos Taurinos ahahahahaha!

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Muito bom, gostei...

    ...cada vez menos pontas soltas e mais capacidade de arrancar a sério com a história...

    ...yes!

    Vamos lá começar a escrever isto a sério!

    LOL

    :)

    ResponderEliminar
  4. Gostei si Orquídea embora com adaptações...

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Olá Ulisses

    Estava na hora não é verdade?

    No entanto deixei alguns caminhos que podem ser explorados para que este Bloguisódio nem perca o encanto, nem restrinja a criatividade do gang.

    Obrigado!

    Abraço

    ResponderEliminar

 
Página Inicial